Ribadouro vai ter passadiço ribeirinho

Uma plataforma pedonal vai ser criada nos próximos meses, na margem direita do Douro, na freguesia de Ancede e Ribadouro, em Baião. Paulo Pereira, presidente da Câmara, deu conta do investimento à Rádio Montemuro, aquando da realização na albufeira da Pala, da última prova do campeonato do mundo F2 em motonáutica. O autarca lembrou que o passadiço que vai começar junto ao acesso ao hotel e que vai terminar nas proximidades do albergue de Porto Manso, é um investimento sujeito ao apoio de fundos comunitários. A obra, que vai envolver uma verba superior a 700 mil euros, deverá estar no terreno até ao final do ano. O presidente da Câmara de Baião adiantou ainda à reportagem da Rádio Montemuro que há uma intervenção prevista para aquela zona que aponta para a melhoria das condições de acesso ao rio, com a criação de um “pequeno centro náutico”, revelou. Paulo Pereira referiu ainda estar em desenvolvimento um “plano de ajustamento”, com a possibilidade de construir uma “plataforma avançada sobre o rio” e que crie a possibilidade de realização de outros desportos náuticos, com o apoio de um bar. Segundo o autarca de Baião, o objetivo é dinamizar o espaço ribeirinho, atraindo mais gente e mais desportistas de forma a que a animação seja uma constante ao longo do ano. Paulo Pereira, sem querer avançar pormenores, deixou a garantia de que existem, em agenda, projetos intermunicipais para um melhor aproveitamento turístico do potencial do rio Douro. O presidente da Câmara de Baião disse haver “um conjunto de ideias para o futuro e que envolve os municípios da região”, adiantou.  Também o autarca de freguesia vê como uma oportunidade para o desenvolvimento local a criação de novas “ligações” ao rio. Daniel Guedes confessou à nossa reportagem alimentar a esperança de ver outros desportos náuticos, como a vela e a canoagem, a serem praticados na albufeira da Pala.

 

Siga-nos