Ocupação para os idosos, rede de água e zona de lazer são prioridades em Santiago de Piães

Antero Correia cumpre o segundo mandato como presidente da Junta de Freguesia de Santiago de Piães, em Cinfães. Nos próximos 4 anos o autarca, reeleito pelo PS, aposta na continuidade do trabalho que tem desenvolvido no sentido de proporcionar melhores condições aos habitantes locais.

As principais prioridades deste mandato passam pelo alargamento das redes de abastecimento de água e saneamento, pelo apoio aos cidadãos mais vulneráveis, pela criação de um espaço de lazer e pelo incremento de iniciativas culturais que promovam as potencialidades da freguesia.

O presidente da junta de Santiago de Piães, em entrevista à Rádio Montemuro, explica que, “apesar de muitos lugares já contarem com abastecimento de água e saneamento, há uma parte da freguesia que não tem cobertura e, por isso, será uma prioridade, durante o mandato, fazer chegar os serviços básicos à população que está a descoberto. Antero Correia adianta que os lugares de Ventuzelas e Sanfins poderão vir a ser servidos pela rede que vai passar pelos lugares para chegar às freguesias próximas de Tarouquela, Espadanedo e S. Cristóvão de Nogueira. Assim que os dois lugares disponham dos serviços, ficará a faltar o lugar de Vilar de Arca. O presidente da junta reconhece a necessidade e adianta que a população local “há muito reivindica a instalação do serviço”, até porque, “a água passa por ali para abastecer outras localidades do concelho,” sublinha. O autarca de Santiago de Piães dá conta de que tem mantido contatos com responsáveis da empresa Águas do Norte e que existe uma forte possibilidade de o processo avançar no próximo ano.

Antero Correia revela que, neste mandato, vai avançar com a criação de uma zona de lazer, “muito atrativa”, nas proximidades do centro da freguesia, não querendo, para já, desvendar mais pormenores. As obras de requalificação do largo de Santo António, “a sala de visitas” da localidade, está em fase de conclusão, faltando apenas, segundo o autarca, completar os espaços destinados à colocação de jardim”.

A saída da população mais jovem para procurar trabalho em zonas do litoral é uma preocupação do presidente que assume não ser fácil travar este ciclo. “Não havendo emprego cá, as pessoas têm que procurar outras terras e, por vezes, acabam por levar a família e ficar por lá”, explica. Por outro lado, há aqueles que “partem à segunda-feira e voltam à sexta-feira, o que faz com que a freguesia, durante a semana, fique com menos gente”, revela. Apesar de tudo, a junta tem tentado incentivar os casais jovens a manterem a ligação à terra. O autarca adianta que, nesse sentido, no seu primeiro mandato, criou “o cheque bebé, que prevê a oferta do valor de 250.00 euros por cada criança que nasça na freguesia” revela. A atribuição deste incentivo é também, na opinião do presidente da junta de Santiago de Piães, uma forma de ajudar a economia local, uma vez que o valor do incentivo tem que ser aplicado em estabelecimentos do comércio tradicional da freguesia” frisa.

A criação de um local para ocupação dos tempos livres dos idosos é, também, uma das prioridades de Antero Correia. O autarca explica que a população mais idosa recebe o apoio das instituições sociais de outras freguesias do concelho, no entanto, assume que “há pessoas que vivem sós e que gostavam de ter um lugar, na sua freguesia, onde pudessem conviver e passar melhor o tempo”, sublinha. No sentido de solucionar este problema social, Antero Correia adianta que a Associação de Solidariedade local reiniciou a atividade e que se está a mobilizar para que alguma coisa seja feita. De acordo com o autarca, tem havido contatos e ações no sentido de que seja criada, nos próximos tempos, uma unidade de ocupação de tempos livres para os “séniores” da freguesia.

No plano cultural e desportivo, o presidente da junta de Santiago de Piães destaca o trabalho “fundamental” das cinco coletividades. Segundo ao autarca, que assume também o gosto pelo movimento associativo, as agremiações desempenham um papel de grande relevo na dinâmica local e na divulgação dos valores culturais e patrimoniais. Antero Correia destaca o “Encontro Cultural”, que se realiza anualmente, e que é também um indicador da dinâmica das associações, numa envolvência e parceria com a junta de freguesia. A propósito do apoio às associações, o autarca sublinha que a junta vai continuar a colaborar como tem feito até aqui, mas adianta que tem sensibilizado os dirigentes para que encontrem formas de angariar fundos para suportarem as despesas com que se debatem. Segundo Antero Correia, as coletividades têm demonstrado vontade de seguir esse caminho de sustentabilidade e há “associações que realizam atividades, ao longo do ano, em que conseguem angariar algumas verbas”, assegura.

O presidente da junta de freguesia de Santiago de Piães considera que estão definidas as linhas que vão nortear o futuro da localidade, e diz-se seguro de que, à medida que se forem concretizando os anseios e os projetos, serão criadas cada vez melhores condições para a vida das pessoas.

 

Siga-nos