Cinfães reforça aposta no turismo de natureza

O setor do turismo absorve uma “grande fatia” do “bolo orçamental” do executivo municipal de Cinfães para este ano. O presidente da Câmara adiantou à Rádio Montemuro alguns dos investimentos que o município pretende concretizar e que passam pela aposta nas “frentes ribeirinhas e na serra de Montemuro”.

Segundo Armando Mourisco, vão ser criados 3 observatórios da natureza. Um na freguesia de Nespereira, na Senhora do Castelo e dois em Tendais, nos lugares de Aveloso e de Marcelim. O autarca considera que os locais serão promotores de uma maior dinâmica turística e que se enquadram na estratégia de promoção da serra de Montemuro. Está também previsto investimento em zonas pedonais na zona ribeirinha do rio Paiva e que farão ligação com os pontos de observação da natureza. Neste caso, do rio Paiva, serão criados percursos pedonais com rotas que vão desde as margens até à Senhora do Castelo, em Nespereira.

Na margem do Douro, em toda a frente até à barragem de Carrapatelo, serão criados “circuitos de observação”. Este projeto, segundo o presidente da Câmara de Cinfães, prevê “um investimento a rondar os 2,5 milhões de euros”, numa primeira fase. O processo está em período de estudo e consulta das entidades que tutelam a zona ribeirinha. Trata-se de um projeto que, na opinião de Armando Mourisco, irá contribuir para a “dinâmica de todo o concelho”, sublinha. O autarca recorda que os novos investimentos vêm reforçar outras apostas na promoção turística do território que estão concretizadas ou em fase de conclusão.

 

 

 

 

Siga-nos