O Município de Baião em conjunto com a CIM-TS pretende ajudar a população sénior com as novas tecnologias

Ouvir a Notícia

A iniciativa “Capacidade Digital: Rede de Voluntários da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) para a Capacitação Digital do Tâmega e Sousa” tem como objetivo incentivar a inclusão digital da população adulta com menos conhecimentos ao nível informático dos concelhos afetos à Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM-TS).

A ESTG, sediada em Felgueiras é a entidade gestora e formadora deste projeto, que conta com o apoio da CIM-TS e da Câmara Municipal de Baião em parceria com o CLDS 4G de Baião.

No concelho de Baião, as ações serão realizadas nos Ateliers Intergerações das freguesias de Ancede, Gôve e Frende e no Centro de Relação Comunitária de Tresouras.
Através de um conjunto de ações de formação, ministradas por estudantes da ESTG com a supervisão de um docente, este projeto pretende desmistificar o uso das novas tecnologias junto das faixas etárias mais infoexcluídas, dotando-as de conhecimentos que lhes permitam executar ações básicas como criar e gerir uma conta de correio eletrónico, efetuar uma pesquisa online, consultar e utilizar serviços públicos digitais, entre outros. O Município de Baião disponibiliza computadores portáteis para os dias da formação.
Cada formando preenche um questionário de diagnóstico, permitindo assim, desenhar um percurso formativo adaptado aos conhecimentos e necessidades individuais.

A Vereadora responsável pelo pelouro da Educação e da Formação, Qualificação e Emprego, Anabela Cardoso, marcou presença no arranque desta iniciativa, com o grupo “Viver a Vida”, no dia 16 de maio, em Ancede, e referiu que “as novas tecnologias são cada vez mais importantes, como aliás ficou provado durante a pandemia e, nesse sentido, a capacitação digital é cada vez mais relevante nestas faixas etárias mais infoexcluídas. Espero que estas ações sejam úteis e entusiasmem os utentes a usufruírem do melhor que estas tecnologias oferecem. Nem que seja para aprenderem a comunicar com os netos. Gostaria ainda de agradecer à Escola Superior de Tecnologia e Gestão, aos seus voluntários e ao CLDS por colaborarem com a CIM e a Câmara Municipal na implementação desta iniciativa”.

Além do patrocínio institucional da Secretaria de Estado para a Transição Digital e do Portugal Digital, esta iniciativa conta também com o selo “Uma Ação INCoDe.2030”, que consiste numa insígnia que identifica, reconhece e distingue as ações de capacitação para a competência digital.