Farmácias exigem serviços mínimos na greve dos motoristas de dia 12 de agosto

Ouvir a Notícia

A Indústria Farmacêutica pediu ao Governo que inclua nos serviços mínimos decretados para a greve dos motoristas, a distribuição de medicamentos nos Hospitais e Farmácias e assistência técnica a equipamentos de análises clínicas.

“Esta medida torna-se premente, sob pena de ser criada uma grave situação de saúde pública, durante o anunciado período de greve dos motoristas de camiões de combustíveis, motivada pela falta de medicamentos nos hospitais e farmácias e pelo risco de comprometer a deslocação de técnicos que garantem a assistência a equipamentos de análises clínicas, em caso de avaria”, adverte a Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma) em comunicado.

Os motoristas da zona Norte também vão entrar em greve, no dia 12 de agosto pela meia-noite. A greve termina no dia 20 de agosto às 23:59 horas. O Sindicato de Trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos do Norte revindica cláusulas assinadas no contrato de agosto do ano passado que não estão a ser respeitadas, entre elas a reposição de descanso dos motoristas, quando trabalham aos domingos e/ou feriados, que atualmente é incluído nas horas de descanso.