Município de Baião vai trocar luminárias tradicionais por LED’s

Ouvir a Notícia

Até meados de 2020, câmara municipal de Baião vai proceder à substituição de 7452 luminárias tradicionais, por LED’s.

Esta medida tem o objetivo de tornar o município de Baião mais amigo do ambiente, e melhorar a eficiência do processo de iluminação do concelho. A substituição das luminárias vai permitir ao concelho uma poupança até 60% na fatura de eletricidade, que em 2018, ascendeu aos 458 mil euros.

O processo nasceu de uma candidatura aprovada, que foi submetida ao Programa Operacional Regional do Norte – Norte 2020, inserida no objetivo temático que visa apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono de todos os setores, e conta com um investimento total de 1.306.958,75€, financiado em 95% por fundos comunitários através de uma subvenção reembolsável.

O presidente da autarquia baionense, Paulo Pereira explica que “graças à poupança que vai ser possível alcançar pela diminuição do consumo de energia elétrica, é expectável que, ao longo de 7 anos, a redução de custos permita financiar uma boa parte da verba a reembolsar pelo Município no âmbito da candidatura. Após os 7 anos iniciais, o Município passa a gerir toda a verba poupada durante a vida útil dos equipamentos”.

O concurso para a realização da substituição das luminárias já foi iniciado, e encontra-se em fase de avaliação das propostas. A operação tem como finalidade a melhoria das condições de luminosidade no sistema de iluminação pública e a identificação de oportunidades para otimizar o desempenho energético. Pretende-se reduzir o consumo energético, potencializar a racionalização dos consumos energéticos e redução de gases com efeito de estufa.

Para Henrique Ribeiro, vereador que tutela o pelouro do Ambiente da Câmara Municipal de Baião, esta troca das tradicionais lâmpadas pela tecnologia LED vai permitir “reduzir a fatura mensal, enquanto permite, também, diminuir os custos de manutenção e assegurar uma longa vida útil das luminárias”.

Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Baião, sublinha que “pese embora Baião já tenha uma saldo positivo em relação às emissões de carbono, fruto da sua mancha florestal, é de sublinhar a relevância desta medida para o objetivo mais abrangente de cumprimento das metas europeias e nacionais de redução das emissões de gases com efeito de estufa, permitindo responder à necessidade de adaptação da sociedade às alterações climáticas e melhorando a eficiência energética. No futuro poderemos, até, pensar em ligar mais luminárias pelo concelho e estender os períodos de iluminação, o que neste momento não é possível”.

A Câmara Municipal de Baião começou em 2014 a investir na eficiência energética, remodelando a rede de iluminação pública,  no interior e no exterior de edifícios públicos, em 2014 implementou a tecnologia nos Pavilhões Desportivos e Piscinas, e, em finais de 2015, promoveu a substituição de 626 luminárias por tecnologia led em várias freguesias do concelho, alargamento este que tem continuado em parceria com a EDP. “Esta tecnologia de iluminação tem outra vantagem, ainda”, diz Paulo Pereira, porque “em função de determinadas circunstâncias, emite mais ou menos luz, minimizando os desperdícios”.