87.8 e 88.5


















FM

Tradição de Cantar os Reis mantém-se viva em Baião

Ouvir a Notícia

A tradição mantém-se e nas noites frias de 5 e 6 de janeiro (domingo e segunda-feira), a autarquia de Baião promoveu uma vez mais o “Cantar dos Reis”, onde participaram 14 grupos que presentearam a população com contares de boas festas, iniciando esta tradição nos Paços do Concelho e depois, percorrendo as ruas da vila, de porta em porta, como manda a tradição. Este ano e com uma participação especial, de três cavaleiros do Centro Hípico de Baião, montados em cavalos, e que simbolizavam os reis magos da tradição religiosa. Estes três representantes traziam atrás de si elementos das várias entidades do concelho: Escola de Música da Casa do Povo de Campelo; Os Alegrinhos do Ingilde; Grupo de Concertinas do Lameirão; Concertinas e Bombos de Santiago de Queimada; Banda de Música da Casa do Povo de Santa Marinha do Zêzere; Banda Marcial de Ancede; Associação Cultural e Recreativa de Ancede e Ribadouro; Associação Cultural e Recreativa Fanfarra S. Tiago e Zés Pereiras de Valadares; Associação Desportiva de Baião; Rancho Folclórico “As Ceifeiras de Valadares”; Rancho Folclórico de Santa Cruz do Douro; Grupo Santo André de Ancede; Grupo Novos Jovens de Santa Cruz do Douro e São Tomé de Covelas; e o Rancho Folclórico de Baião.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Presente nesta iniciativa, Paulo Pereira, autarca de Baião, conclui que se “Trata de uma forma genuína de reviver tradições que, apesar das mudanças evidenciadas na sociedade atual, ainda se mantém ativa neste concelho, e na verdade, continuamos contentes que haja gente e coletividades interessadas em manter este espírito. Para além disso, não deixa de ser uma manifestação de carinho e respeito pelo Executivo Municipal”.

De recordar que a 25 de janeiro, tem lugar o encontro concelhio de cantares das janeiras no Mosteiro de Santo André, em Ancede. Este evento tem organização conjunta da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de Ancede.