Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

Município de Baião oferece cabazes agrícolas a instituições do concelho


De forma a auxiliar as IPSS’s do concelho baionense, a autarquia decidiu entregar os produtos produzidos na Quinta do Mosteiro de Santo André em Ancede. Na passada semana, a autarquia reuniu cabazes com produtos da época (hortaliça, alface e limões), maioritariamente biológicos, que tiveram como destino a Santa Casa da Misericórdia de Baião, o Centro Social de Santa Cruz do Douro e a Cecajuvi. Esta semana a iniciativa vai manter-se, beneficiando outras instituições.

“Estas entidades que trabalham com idosos, quer seja na valência de lar como no apoio ao domicílio, vêm-se a braços com a tarefa complexa de manter o vírus afastado dos seus utentes, considerados grupo de risco pela Direcção Geral de Saúde. Neste momento de total isolamento, e tendo em conta a vulnerabilidade deste tipo de público, os produtos biológicos farão certamente a diferença”, refere José Lima, vereador dos Assuntos Económicos da Câmara Municipal de Baião, responsável pela coordenação dos trabalhos na Quinta do Mosteiro de Santo André.

Já Paulo Pereira, autarca baionense salienta o trabalho “incrível de proteção aos idosos” e garante que as instituições “podem contar com a Câmara Municipal para tudo o que for possível, dentro das competências da autarquia”, conclui.

A par desta medida, o município de Baião procedeu já à entrega de 2000 máscaras de proteção, e em conjunto com os demais municípios que constituem a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, da qual Baião faz parte, e em parceria estreita com o município de Paredes, entregaram na passada sexta-feira, 3 de abril, 11 ventiladores ao CHTS.

Em sintonia com a Câmara Municipal do Marco de Canaveses, a autarquia de Baião, com o devido auxilio das autoridades de saúde locais, apoiou logisticamente a abertura de uma área de avaliação e tratamento de doentes com COVID 19 que já se encontra em funcionamento no Hospital Santa Isabel no Marco de Canaveses e que atende doentes de Baião e Marco. Ao mesmo tempo está em funcionamento uma linha de apoio social, psicológico e médico que as autarquias colocaram ao serviço dos seus munícipes através do número 800 50 50 40 (todos os dias das 10h às 18h).