Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

DGS pede a portugueses para não adiarem vacinas, por risco de outros surtos

Com medo de irem aos serviços de saúde, há cada vez mais portugueses a evitar os procedimentos de enfermagem que em tempos normais, seriam procedimentos rotineiros, No entanto a Direção Geral da Saúde avisa, que não é recomendado que adie as vacinas no Plano Nacional de Vacinação, pois há o risco de virem outros surtos, que não o da Covid-19.
O apelo é feito sobretudo para as grávidas, as crianças até aos 12 meses, as grávidas e doentes crónicos: “numa fase em que temos covid-19, e para evitar aglomerações, é preferível marcar a vacinação. Mas, se não for possível, não adie, vá presencialmente à unidade de saúde porque eles estão a prestar cuidados protegidos e não covid”, afirmou a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, citada por vários meios.
A responsável reiterou que, nas crianças até aos 12 meses, as vacinas do plano nacional trazem proteção de doenças como o sarampo, a rubéola ou formas graves de meningite.