Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

Município de Baião recolhe resíduos de construção e demolição de forma gratuita

A Câmara Municipal de Baião possui um novo serviço gratuito que efetua a recolha de Resíduos de Construção e Demolição (RCD´s), provenientes de pequenas reparações domésticas. Nas atividades de construção, reconstrução, ampliação, alteração, conservação e demolição de edificações sujeitas a licenciamento ou comunicação prévia, as empresas já são obrigadas a respeitar um Plano de Prevenção e Gestão de Resíduos, fazendo a triagem de resíduos por tipologia e entregando os resíduos em empresas licenciadas para o efeito.

Para acondicionar estes resíduos, a Câmara Municipal de Baião disponibiliza gratuitamente aos munícipes um saco com capacidade de 1 metro cúbico, cuja cedência é válida por um período de dois meses. Este saco deverá ser colocado num local de fácil acesso à viatura responsável pela recolha.

Os resíduos a ser depositados são betão, tijolos, ladrilhos, telhas e materiais cerâmicos produzidos em obras particulares isentas de licença e não submetidas a comunicação prévia.

Quando o saco estiver cheio a Câmara Municipal deve ser contactada, via telefone (255 540 000), email (geral@cm-baiao.pt), ou presencialmente nos serviços de atendimento ao munícipe, para solicitar a sua recolha.

Os sacos podem ser levantados pelos munícipes nas Juntas de Freguesia ou nos Postos de Atendimento ao Munícipe de Santa Marinha do Zêzere e Ancede.

Para o vereador do ambiente da Câmara Municipal de Baião, Henrique Ribeiro, “esta medida vem resolver alguns problemas, tais como, a proteção do meio ambiente e evitar a colocação dos lixos e entulhos que estão espalhados nas florestas, bermas das estradas e caminhos do concelho “

A Câmara Municipal de Baião, também recolhe os apelidados “monstros domésticos”, um serviço também gratuito, que já existe há alguns anos, e qualquer cidadão pode usufruir dele.

Os “Monstros domésticos” são os eletrodomésticos, equipamentos eletrónicos, móveis e sofás velhos, colchões e outros resíduos que, dadas as suas caraterísticas ou volume, não podem ser depositados nos ecopontos, nem no contentor para o lixo indiferenciado. No entanto, devem ser de igual forma encaminhados para reciclagem.

Para usufruir deste serviço, os munícipes devem efetuar uma solicitação ao Município de Baião, por escrito, através do e-mail geral@cm-baiao.pt, por telefone, pelo número 255540500, ou pessoalmente. Para agilizar o processo, os cidadãos podem trazer já preenchido o requerimento disponível no site da autarquia. (disponível em https://bit.ly/3aMHfsu).

A recolha é efetuada em dia e hora a acordar entre os serviços da autarquia e o munícipe e o serviço é gratuito, desde que não seja superior a 1100 litros diários. De lembrar que compete aos munícipes transportar e acondicionar os resíduos volumosos para local acessível à viatura de recolha e segundo as instruções dos serviços da autarquia.

Estes resíduos são depositados posteriormente no ecocentro de Baião e ficam sob a responsabilidade da Resinorte S. A., que por sua vez, procede à separação e triagem dos resíduos, encaminhando-os para aterro ou para reciclagem, como por exemplo, os eletrodomésticos.

Henrique Ribeiro relembra que “não é bom, nem para a saúde pública nem para o ambiente, quando as pessoas depositam os monstros domésticos à sua sorte na via pública, além de que dá uma imagem de desorganização e desleixo que queremos e devemos todos evitar”.