Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

Edil Cinfanense apela à GNR e Polícia Judiciária que intensifiquem os esforços no sentido de identificar e deter os autores dos incêndios criminosos que deflagraram em Cinfães nos últimos dias

O edil cinfanense, Armando Mourisco, apelou à GNR e Polícia Judiciária para que “intensifiquem os esforços no sentido de identificar e deter os autores dos incêndios criminosos que ocorreram nos últimos dias em Cinfães”, salientando o trabalho desenvolvido ao longo de todo o ano pela câmara municipal, pelas equipas de sapadores florestais e bombeiros voluntários, bem como nas centenas de milhares de euros gastos, na limpeza das faixas de combustível, nas queimas a pedido, nos inúmeros hectares de fogo controlado realizados.

Os esforços de vigilância por parte da GNR e de investigação pela PJ vão intensificar-se e estender-se por todo o Concelho, durante as 24 horas do dia. O autarca apela ainda às pessoas que tenha conhecimento de movimentos suspeitos que transmitam às autoridades e que se mantenham alerta.

Recordar que o município registou ontem três incêndios florestais, nomeadamente nas localidades de Sanguinhedo, Freguesia de Cinfães, na localidade de Alhões, Freguesia de Alhões, Bustelo, Gralheira e Ramires e na localidade de Vale do cão, Freguesia de Nespereira.

No combate ao incêndio na localidade de Alhões, dois militares da equipa helitransportada do PIPS de Armamar sofreram queimaduras de 1° e 2° grau. Receberam assistência médica no hospital de Coimbra, mas já se encontram a recuperar em casa.