Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

Autarca de Baião mantém o diálogo com os responsáveis pelas áreas das Infraestruturas e das Obras Públicas

O edil baionense, Paulo Pereira, continua o diálogo com vários responsáveis pelas áreas das Infraestruturas e das Obras Públicas, nomeadamente o Ministro Pedro Nuno Santos e o Secretário de Estado Jorge Delgado, com o objetivo de “não deixar cair estes projetos no esquecimento, porque a sua conclusão pode ajudar na recuperação económica do país”.

Referir aqui a ligação de Baião à Ponte da Ermida; a eletrificação da linha do Douro; a conclusão da variante à estrada nacional 211, entre Quintã (Marco de Canaveses) e Mesquinhata; e a repavimentação da estrada 304-3 (entre Teixeira, Gestaçô e Santa Marinha do Zêzere).

Ligação e Baião à Ponte da Ermida

Nos contactos tidos, Paulo Pereira vê como prioritária a ligação de Baião à Ponte da Ermida, uma obra acalentada há mais de três décadas pelos baionenses. Esta obra aumentaria a centralidade do concelho à escala regional, reduzindo o tempo de deslocações e aumentando a segurança. Neste contexto, Paulo Pereira dirigiu mesmo um convite a Pedro Nuno Santos para que possa visitar o concelho de Baião e assim conhecer, com maior detalhe, a importância desta obra. As diligências acerca deste investimento têm sido feitas juntamente com o autarca de Resende e ainda com o apoio dos autarcas vizinhos de Marco de Canaveses, Mesão Frio e Peso da Régua, dada a importância que a mesma assume para toda a região.

Recuperação da Estrada 304-3 entre Teixeira, Gestaçô e Santa Marinha do Zêzere

Paulo Pereira focou também a necessidade de se recuperar o piso da estrada 304-3 entre Teixeira, Gestaçô e Santa Marinha do Zêzere, visto que se encontra degradado e, em alguns pontos, oferece maior perigosidade. De lembrar que, em janeiro deste ano, Paulo Pereira deslocou-se a esta estrada na companhia do Secretário de Estado das Infraestruturas, que se comprometeu a procurar uma solução para a realização de obras de requalificação.

Finalizar a Estrada entre Soalhães e Mesquinhata

Outra das prioridades abordadas foi a necessidade de se concluir o troço de estrada entre a variante à EN 211, entre Quintã (Marco de Canaveses) e Mesquinhata, permitindo um acesso mais rápido e cómodo aquela zona do concelho. Para a conclusão desta estrada têm sido feitas diligências e contactos da autarquia baionense, em conjunto com as Câmaras Municipais de Cinfães e de Marco de Canaveses.

Eletrificação da Linha do Douro

Um investimento também muito importante para Baião passa pela continuação da eletrificação da Linha do Douro, entre Marco de Canaveses e o Peso da Régua, visto que iria beneficiar as várias estações ferroviárias que servem os cidadãos baionenses. Paulo Pereira tem defendido a importância de se manter em andamento os trabalhos técnicos e de projeto necessários para uma empreitada desta envergadura. Em janeiro deste ano o Secretário de Estado das Infraestruturas garantia que o projeto vai avançar e está a seguir “os trâmites legais normais”, estimando que o mesmo pudesse ser lançado a concurso até ao final de 2020.

Intervenção entre o Lameirão e a Zona Industrial de Baião

Nos contactos tidos com os responsáveis da entidade pública Infraestruturas de Portugal, Paulo Pereira referiu a necessidade de qualificação da estrada nacional 321-1, que liga a Zona Industrial de Campelo à respetiva variante, passando pelo Lameirão. Entretanto, a primeira fase desta obra está já em execução, correspondendo à regularização de abatimentos, sendo que se seguirá a segunda fase com a repavimentação do troço.