Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

PS Baião questiona PSD sobre o Mosteiro de Ancede

António Carvalho,  deputado eleito pelo PSD, questionou o edil baionense, Paulo Pereira, na Assembleia Municipal de Baião, realizada a 19 de junho, sobre o Mosteiro de Ancede, referindo que passados quase 20 anos desde uma possível venda do Mosteiro a um grupo económico privado, continua a ter dúvidas se não teria sido melhor alienar esse elemento patrimonial do concelho.

Segundo comunicado do Partido Socialista (PS) de Baião, António Carvalho disse que o Mosteiro “está na mesma” e que a venda (por um valor entre um milhão e um milhão e meio de euros) em 2003, para a construção de um hotel no Mosteiro de Ancede, teria sido uma melhor solução para aquele imóvel e para Baião.

Nessa mesma reunião o edil baionense, instou todos os outros elementos do PSD presentes a emitirem a sua opinião, o que não aconteceu, refere o PS Baião.

“Assim, perante este posicionamento manifestado por um destacado representante social-democrata em Baião, o PS de Baião pergunta aos representantes do PSD na vereação, na Assembleia Municipal e aos candidatos do PSD à Câmara de Baião e à União de Freguesias de Ancede e Ribadouro:

1- Preferem a solução de venda do Mosteiro a privados ou defendem a sua manutenção no domínio público?

2 – O PSD revê-se nos planos da atual liderança camarária, e da União de Freguesias de Ancede e Ribadouro, para restaurar o Mosteiro de Santo André de Ancede, seguindo projetos realizados por técnicos especializados, entre os quais o arquiteto Álvaro Siza Vieira?”

Para Paulo Pereira, candidato do PS à CM Baião “o Mosteiro de Ancede deve manter-se na posse dos poderes públicos, aberto à comunidade ancedense e baionense em geral, afirmando-se cada vez mais como um espaço de cultura, de saber e de valorização da nossa história.

Este espaço tem mais de 900 anos de história e aqui reside uma importante parte da «alma» e do espírito da comunidade ancedense e baionense. Aqui se reúnem várias vezes por ano baionenses para diversas festividades e encontros em comunidade. Nos últimos anos tem-se registado um forte investimento turístico em Baião e o Mosteiro de Santo André é crescentemente procurado por visitantes, mas também por baionenses. Possuirmos espaços como o Mosteiro de Ancede é uma demonstração de como a cultura e o património podem funcionar como alavanca para o desenvolvimento do concelho e para a criação de riqueza.

Desde 2003 que o PS se mostrou contra qualquer venda deste património a privados e tudo fez para que este monumento se mantivesse na esfera pública”, acrescenta Paulo Pereira.

Recorde-se que a autarquia está a levar a cabo obras no Mosteiro, tendo para esse efeito sido captados mais de 3 milhões de euros de fundos comunitários, tendo como objetivo tornar o Mosteiro um espaço ainda mais atrativo para visitas turísticas e para eventos culturais e educativos.

“É, assim, com surpresa e preocupação que no catual contexto do calendário político assistimos ao levantar de uma bandeira política que é, para o PS Baião, e estamos em crer que para os baionenses e para os ancedenses, uma clara linha de rutura”, pode ler-se no comunicado enviado à redação da Rádio Montemuro.