Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

Autárquicas 2021: António Azeredo é o candidato à Junta de Freguesia de Santa Marinha do Zêzere pela coligação “Com Determinação por Baião”

A coligação “Com Determinação por Baião”, apresentou oficialmente o candidato à Junta de Freguesia de Santa Marinha do Zêzere.  A escolha recaiu sobre António Azeredo, que aceitou pela primeira vez, o desafio de se candidatar ao cargo da presidência da junta “por se rever inteiramente na política praticada por Paulo Portela, líder da coligação”. 

Na apresentação, o candidato à Câmara Municipal de Baião, pelo PSD/CDS-PP, lamentou o rumo que os atuais governantes têm dado a Santa Marinha do Zêzere, a segunda maior freguesia do concelho e a única, como recordou, que “não tem edifício sede de junta próprio”.

“Como sabem o atual executivo comprou terrenos para a instalação de uma zona industrial em Santa Marinha do Zêzere, negócio esse que envolveu muitos interesses pessoais, que nos deviam envergonhar a todos e que em nada contribuem para a credibilização da política, mas que estão comprados. São terrenos num local em que a construção de infraestruturas e dos edifícios vai custar um valor muito acima da média do que é normal. Assim, anunciamos que, se ganharmos, esses terrenos terão um custo de um euro por metro quadrado e se a lei nos permitir até a custo zero, para as empresas com sede em Baião e que criem postos de trabalho e fixem pessoas, tudo com o seu devido regulamento”, adiantou Paulo Portela.

O responsável reafirmou, perante uma plateia composta e bastante atenta, que a coligação “Com Determinação por Baião” pretende “dar um exemplo de transparência” e mostrar a todos os baionenses “quem é, onde está e a razão pela qual se candidata”. “Temos os melhores candidatos, os mais livres, os mais independentes e os que têm uma grande visão e disponibilidade para fazerem parte da construção de um concelho mais evoluído e que seja uma referência para a região e para o país”.

“Acham que um presidente, seja da Junta de Freguesia de Santa Marinha do Zêzere ou de outra freguesia, que seja funcionário da autarquia tem a mesma capacidade de exigir e reclamar que um cidadão livre como o António Azeredo perante o executivo municipal, seja ele qual for?”, questionou.

Paulo Portela recordou ainda o número significativo de cabeças de lista candidatos às juntas pelo partido socialista que são funcionários da autarquia, cinco no total, e enalteceu a ambição da coligação que lidera em querer “executivos de junta livres e independentes”. 

“Não há democracia sem garantia de liberdade em todos os campos”, salientou ainda, manifestando total disponibilidade para responder a qualquer questão da plateia.

Para Ana Raquel Azevedo, presidente da Concelhia do PSD de Baião,  em causa está a “falta de vontade política” em iniciar a obra mais cedo, propositadamente, para que “acontecesse em época de eleições”.

Dirigindo-se, diretamente, ao atual presidente da Câmara Municipal de Baião, que, recentemente, fez um balanço dos últimos quatro anos de mandato e perspetivou o futuro do concelho, Ana Raquel Azevedo lamentou que só agora se preocupasse com Baião e com os baionenses.

“No próximo mandato vai ser tudo à grande. Investimento na água e saneamento? Agora é que é! Investimentos nas zonas industriais? Agora é que é? Vias estruturantes para o concelho? Agora é que é. Valorizar os nossos recursos naturais? Agora é que é! Agora é que o presidente da câmara vai sair do seu gabinete e ir para o terreno, diz ele. Agora é que é! O problema é que passaram 16 anos desde que o atual candidato do partido socialista está no poder e já provou que não tem mais nada a acrescentar”.

A propósito da freguesia de Santa Marinha do Zêzere, em concreto, a líder do PSD Baião lamentou ainda que tivesse sido “esquecida ao longo dos últimos anos pelo executivo municipal socialista e pelo executivo de freguesia”. Para sustentar a argumentação, Ana Raquel Azevedo recordou a prometida zona industrial de Santa Marinha, o famoso posto de turismo, o centro de saúde com muitas lacunas e a também prometida praia fluvial, ou zona de lazer da Ermida.

“Este executivo de freguesia não teve voz reivindicativa para exigir o que esta terra merece. Não teve voz reivindicativa para exigir à Câmara Municipal de Baião todas as obras e projetos necessários, este executivo de freguesia não teve nem irá ter uma voz reivindicativa para que esta freguesia tenha o desenvolvimento que merece”.

A solução, apontou, está na eleição de António Azeredo, o homem que, considera, com a sua humildade característica e trabalho, será capaz de fazer de Santa Marinha do Zêzere uma “freguesia mais desenvolvida e de lhe devolver a voz reivindicativa que perdeu”.

Ao lado de uma equipa jovem e dinâmica, o candidato à Junta de Freguesia de Santa Marinha do Zêzere assegurou que o que o move “é e será sempre o amor à terra” e prometeu aos seus conterrâneos tudo fazer para levar o nome da freguesia o mais além. “Estamos aqui para fazer mais e melhor pela nossa freguesia, que é uma das maiores do concelho e onde pouco ou nada se tem feito por ela. Não podemos continuar a ser esquecidos pelos que governam em Baião. Está na hora de termos o devido respeito da Câmara Municipal”, defendeu.

António Azeredo afirmou que é urgente “pensar o futuro” e garantiu que todas as promessas feitas pelo executivo candidato são promessas “de um Homem que honra a sua palavra”.

“Todos me conhecem, sou um homem de trabalho, de convicções e, acima de tudo, de palavra. E a minha promessa será sempre a de fazer o melhor por Santa Marinha. Paulo Portela, conta connosco porque nós vamos contar muito contigo. Santa Marinha merece mais e melhor”, completou o candidato.