Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

Frederico Pedreira é o vencedor do Prémio Literário a Fundação Eça de Queiroz

O escritor lisboeta Frederico Pedreira é o vencedor do Prémio Literário da Fundação Eça de Queiroz, com o romance “A Lição do Sonâmbulo”.

O prémio foi criado em 2014 pela Fundação Eça de Queiroz em parceria com a Câmara Municipal de Baião, com o objetivo de “promover a produção de obras literárias em língua portuguesa e homenagear Eça de Queiroz” refere o comunicado da Fundação. Este galardão é atribuído de dois em dois anos e distingue uma obra ficcional escrita em Português e publicada em Portugal por um autor com menos de 40 anos, através de um prémio no valor de 10 mil euros.

Desde 2020 que o prémio passou a ter o apoio mecenático da Fundação Milennium BCP, passando a designar-se Prémio Literário Fundação Eça de Queiroz / Fundação Millennium BCP.

O júri foi constituído por Bruno Vieira Amaral, Isabel Lucas, Luísa Mellid-Franco, Manuel Pereira Cardoso e Maria Helena Santana, e,  por unanimidade, escolheram a obra do de Frederico Pedreira, o vencedor do Prémio, por se tratar de “uma narrativa original de tipo autobiográfico que tira sentido existencial do quotidiano familiar burguês. Há, por parte do sujeito que narra, um trabalho de reconstituição de si mesmo e de uma época a partir do lugar central da casa, gerando no leitor empatia imediata que progressivamente se complexifica, afastando-se de uma exploração meramente sentimental”.

O autor Frederico Pedreira nasceu em Lisboa em 1983 e doutorou-se em Teoria da Literatura, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Possui várias obras publicadas, da prosa à poesia, entre os quais “Doze Passos Atrás”, “Presa Comum”, “Fazer de Morto”, “A Noite Inteira”, “A Lição do Sonâmbulo”, e o livro de ensaios “Uma Aproximação à Estranheza”. Traduziu poemas de W.B. Yeats, ensaios de G. K. Chesterton e obras de Dickens, Wilde, Hardy e Banville, entre outros autores. Foi colaborador na secção de cultura de alguns jornais nacionais. Em 2016 venceu o Prémio INCM/Vasco Graça Moura na categoria de Ensaio (2016) e em 2021 o Prémio de Literatura da União Europeia por “A Lição do Sonâmbulo”.

Amadú Dafé, Ana Bárbara Pedrosa, Mafalda Damas Revés e Paulo Rodrigues Ferreira foram finalistas do Prémio Literário da Fundação Eça de Queiroz.  A entrega do prémio terá lugar no dia 2 de outubro na sede da Fundação Eça de Queiroz, em Tormes.