Foram apresentados os resultados do 3.º ano do projeto “Grupo Operacional da Cereja de Resende”

Ouvir a Notícia

A Câmara Municipal de Resende levou a cabo no passado dia 5 de janeiro, a sessão de apresentação dos resultados do 3.º ano do projeto “Grupo Operacional da Cereja de Resende”, cofinanciado pelo PDR 2020 e liderado pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) em parceria com a Dolmen, a Cermouros, Lda, a Multiplosfrutos e dois produtores em nome individual.

A iniciativa decorreu online, através da plataforma ZOOM, com o Presidente da Câmara Municipal, Garcez Trindade, a abrir a sessão com agradecimentos à colaboração da UTAD, da Dolmen e dos restantes parceiros, referindo que “conseguimos levar a bom porto este projeto iniciado há 3 anos e que chega ao fim em fevereiro numa operação inédita no concelho de Resende, permitindo a elaboração de um Manual de Boas Práticas, que constituirá um documento fundamental para os produtores de cereja, reunindo um conjunto de conselhos e boas práticas para melhorar a qualidade e quantidade da produção de cereja no concelho”.

Os resultados do último ano do projeto foram apresentados pela Professora Berta Gonçalves, da UTAD, que indicou os efeitos positivos na utilização de cobertura e fertilizantes no pomar, nomeadamente do cálcio, potássio, magnésio e bioestimulante à base de algas que permitem uma maior produtividade e calibre do fruto, menor índice de rachamento e um melhor estado hídrico das árvores.

O Eng. Francisco Guedes e a Professora Isabel Cortez fizeram também parte da sessão, onde abordaram as pragas e as doenças na cerejeira e os principais meios de controlo sendo que o Professor Aurélio Malheiro que falou na gestão da rega em cerejeira sob condições mediterrânicas.

Os trabalhos de investigação encontram-se concluídos, faltando apenas uma visita de estudo ao Fundão, a conclusão da produção de vídeos relativos a ações demonstrativas em torno da rega, fertilização e colheita, a organização de um congresso Nacional e a sessão de encerramento onde será apresentado o Manual de Boas Práticas, a disponibilizar aos produtores, em formato digital e em papel.