Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

A CIM do Tâmega e Sousa marcou presença na sessão de encerramento do DigiBEST

A Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa) marcou presença na sessão de encerramento da primeira fase do DigiBEST – Digital Business EcoSystem Transformation. Este trata-se de um projeto europeu na área da promoção da competitividade das PME, através da sua transformação digital. O encontro de parceiros, decorreu no final da semana passada, durante dois dias, 30 de junho e 1 de julho, em Matera, Itália, sendo organizado pela Svilluppo Basilicata SPA – Agência de Desenvolvimento Regional, parceiro italiano deste projeto.

O projeto iniciou há três anos e, segundo a CIM do Tâmega e Sousa, “concluída a primeira fase do mesmo, integralmente dedicada à partilha de experiências e boas práticas de digitalização nas empresas, os sete parceiros do DigiBEST voltam a reunir-se presencialmente para apresentarem os respetivos planos de ação, a implementar na segunda fase do projeto, que terá início em agosto deste ano e se prolongará até julho do próximo.”

Estes planos têm como objetivo promover a digitalização e, consequentemente, a competitividade das PME dos territórios abrangidos pelo projeto, bem como dar resposta aos constrangimentos identificados pelas empresas e parceiros durante a primeira fase.

O plano de ação desenhado pela CIM do Tâmega e Sousa para a região incorpora informação sobre a forma como as boas práticas e os ensinamentos retirados da cooperação entre os parceiros do projeto nas visitas de estudo realizadas podem ser adaptados e/ou replicados no território, de modo a melhorar o instrumento de política de apoio selecionado pela CIM do Tâmega e Sousa para o acesso ao financiamento das PME para transformação digital – o Plano de Recuperação e Resiliência –, possibilitando às empresas um maior leque de opções de acordo com os investimentos a prover e os objetivos a que se propõem atingir.

Recorde-se que, no âmbito do projeto DigiBEST, a CIM do Tâmega e Sousa assumiu a organização da primeira visita de estudo, que decorreu nesta região em dezembro de 2019.

A agenda da sessão incluiu também a visita a entidades públicas e privadas italianas que são exemplos de boas práticas ao nível do processo de transformação digital e que se revestem de interesse para outras regiões europeias, nomeadamente para o Tâmega e Sousa, pelo seu potencial de replicabilidade no nosso território.

Além da CIM do Tâmega e Sousa, que esteve representada pelo seu Diretor do Departamento de Administração Geral, Sérgio Vieira da Cunha, na sessão de encerramento da primeira fase do projeto estiveram também presentes Nelson Duarte, Vice-Presidente da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Politécnico do Porto, e João Cunha, do Departamento Financeiro e de Projetos do Conselho Empresarial do Tâmega e Sousa, dois stakeholders do projeto.

O DigiBEST é um projeto de cooperação inter-regional para a melhoria da política de promoção da competitividade das PME, cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e pelo Governo da Noruega, através do programa INTERREG EUROPE.

O principal objetivo do projeto é promover a competitividade das PME através da sua transformação digital, propondo soluções para aumentar sua capacidade de usar tecnologias avançadas e novas abordagens de negócios inovadoras, traduzindo-se na melhoria do desenvolvimento económico geral e do emprego.

O projeto DigiBEST é cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do programa Interreg Europe, num total de 1,14 milhões de euros. Para além da CIM do Tâmega e Sousa, integram o projeto o Ministério da Proteção Ambiental e Desenvolvimento Regional da República da Letónia, a Universidade da Letónia, a Região de Trøndelag (Noruega), a Svilluppo Basilicata SPA – Agência de Desenvolvimento Regional (Itália), a Província de Granada (Espanha) e a instituição financeira Austria Wirtschaftsservice Gesellschaft (Áustria).