87.8 e 88.5


















FM

Autarquia de Baião protestou atrasos nos serviços a que recorre junto dos CTT após receber várias queixas por parte dos munícipes

Ouvir a Notícia

Depois de ter recebido várias queixas por parte dos munícipes a dar nota dos atrasos nos serviços “a que recorre junto dos CTT” a Câmara Municipal de Baião  reclamou junto dos CTT – Correios de Portugal e ANACOM – Autoridade Nacional de Comunicações, “para esta situação que tem acarretado prejuízos e transtornos para as entidades e população em geral”.

Segundo comunicado enviado à redação da Rádio Montemuro, a autarquia refere que realizou “diversas diligências, admitindo que o facto se deve à falta de recursos humanos por parte dos CTT, que em vez de contratarem pessoas a título definitivo, contratam, por vezes, apenas por seis meses, havendo, assim, uma grande instabilidade permanente. Por outro lado, e em função dessas dificuldades, os CTT estarão a priorizar a entrega de encomendas, serviço mais rentável, em detrimento da distribuição postal”.

Efetivamente, fonte oficial dos CTT – Correios de Portugal referiu à Lusa, recentemente, que as situações se verificam em “zonas onde estão a decorrer renovações de contratos, fruto também da dificuldade na contratação de funcionários por parte dos prestadores de serviço, particularmente no período de Verão”

Face ao problema, e lembrando que se trata de “um serviço público indispensável para a população do concelho”, o Presidente da Câmara, Paulo Pereira, enviou comunicações à ANACOM, que superintende os serviços postais, bem como aos CTT, no sentido de alertar para a situação, e pedindo que sejam tomadas medidas urgentes com vista à rápida resolução do problema.

Recordar que já em 30 de março deste ano, e apesar da situação, à altura, não ser tão grave, o autarca Paulo Pereira havia chamado a atenção ao Presidente da ANACOM para este problema, numa sessão realizada em Baião, também com a presença de Presidente da Assembleia Municipal e de autarcas de freguesia.