Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

Edil baionense reuniu com Secretário de Estado das Infraestruturas e deu nota das obras previstas para o concelho

 

O edil baionense, Paulo Pereira reuniu com o Secretário de Estado das Infraestruturas, Frederico Francisco, com o intuito de dar nota da importância “de um conjunto de obras previstas para o concelho que constituem compromissos do governo com as populações”.

Incluem-se aqui a ligação da vila de Baião à Ponte da Ermida, a construção da Variante à Estrada Nacional (E.N) 211, entre Quintã, no Marco de Canaveses, e Mesquinhata a Eletrificação da Linha Ferroviária do Douro entre Marco de Canaveses e a Régua, assim como a requalificação da EN304-3 – entre Teixeira e Teixeiró e Santa Marinha do Zêzere, recentemente adjudicada.

Paulo Pereira deu também conta da solicitação realizada à Infraestruturas de Portugal (IP), sobre o acréscimo do custo da obra da EN304-3, que tinha um orçamento inicial de 1.440.950 euros, em novembro de 2021, contando com 1.260 000,00 euros, num valor máximo legal de comparticipação por parte da Infraestruturas de Portugal (IP), cabendo à Câmara de Baião assumir o valor restante.

Aquando o primeiro concurso em agosto passado e face ao facto de não terem havido concorrentes, a abra foi novamente a concurso, tendo sido adjudicada, em janeiro, pelo valor de 1.621.863,23 euros.

Para o Presidente da Câmara de Baião, os assuntos debatidos com o Secretário de Estado das Infraestruturas são de enorme relevância para Baião e para a região, uma vez que, “estando concluídas as empreitadas haverá um ganho substancial na atratividade do território, em face de uma melhoria considerável da mobilidade dentro e fora do concelho”, frisou.

Trata-se de obras estruturantes, algumas delas “há muito reclamadas e ansiadas pelas populações e que alinham com os objetivos do Município, articulando-se com outros investimentos em diversas áreas, que temos em curso, no sentido de um desenvolvimento seguro e sustentado, capaz de conduzir a uma melhoria constante da qualidade de vida da nossa população”, concluiu Paulo Pereira.