Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

A CIM do Tâmega e Sousa vai apresentar os resultados do impacto da UNIDAS

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Tâmega e Sousa apresenta, no próximo dia 29, de manhã, na Biblioteca Municipal de Lousada, os resultados do impacto social na comunidade da UNIDAS – Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega e Sousa, uma rede constituída por 11 estruturas de atendimento a vítimas de violência doméstica e que disponibiliza também a valência de resposta de apoio psicológico para crianças e jovens vítimas de violência.

A apresentação dos resultados estará a cargo de José Carlos Rocha, professor universitário e Diretor do Centro de Psicologia do Trauma e do Luto, avaliador da resposta de apoio psicológico da UNIDAS, e de Madalena Oliveira, professora universitária, investigadora e avaliadora das estruturas de atendimento a vítimas da UNIDAS.

A Unidas, coordenada pela CIM do Tâmega e Sousa, foi a primeira rede intermunicipal a ser constituída no país. As 11 estruturas de atendimento, uma por cada município da região do Douro, Tâmega e Sousa, que estão em funcionamento deste abril de 2021, prestam um serviço especializado, confidencial e gratuito a vítimas de violência doméstica, assegurando-lhes apoio social, psicológico e jurídico. Além destes apoios, estas estruturas disponibilizam também, desde fevereiro de 2022, uma resposta especializada de apoio psicológico para crianças e jovens vítimas de violência, “um mecanismo que é também um importante contributo na interrupção dos ciclos de violência” refere a CIM do Tâmega e Sousa.

Além do apoio às vítimas, a Unidas faz ainda a articulação com as entidades parceiras outorgantes do protocolo para territorialização da Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica, tendo em vista uma maior proximidade e eficácia da intervenção e do trabalho em rede.

A par da apresentação dos resultados da avaliação do impacto social da rede Unidas, pretende-se ainda que este seja um momento de partilha de experiências e de boas práticas, bem como de preparação do futuro, com a discussão das novas medidas e linhas de intervenção. Nesse sentido, o evento contará com a participação das estruturas de atendimento a vítimas e das respostas de apoio psicológico para crianças e jovens da CIM do Médio Tejo, que integra 13 municípios, do centro de atendimento P’RA TI Crianças e Jovens, que serve 11 municípios da Área Metropolitana do Porto, da estrutura “Silêncio Quebrado” da Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Gondomar/Valongo e do Espaço Trevo, de Santa Maria da Feira.

A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia. Os interessados podem inscrever-se no sítio da internet da CIM do Tâmega e Sousa, acessível em www.cimtamegaesousa.pt.

A apresentação pública da avaliação de impacto das estruturas de atendimento e da resposta de apoio psicológico da UNIDAS é promovida pela CIM do Tâmega e Sousa, sendo cofinanciada pelo POISE – Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Portugal 2020 e União Europeia, através do FSE – Fundo Social Europeu.