Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

O Município do Marco de Canaveses vai construir mais 13 habitações sociais

Realizou-se na segunda-feira, 17 de julho, no Salão Nobre da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, a assinatura do auto de consignação da empreitada de adaptação de antigos estabelecimentos de ensino a 13 habitações sociais.

O investimento em causa atingirá um total de mais de 700 mil euros, e visa permitir que mais 13 famílias tenham acesso a habitação acessível no concelho, no âmbito da Estratégia Local de Habitação.

A edil marcoense, Cristina Vieira, declarou que “Depois de termos levado a concurso as quatro primeiras habitações, na Escola Básica de São Salvador, que vão ser entregues em breve, damos agora continuidade à nossa Estratégia Local de Habitação, que vai permitir passar de cerca de 80 habitações sociais no concelho para 241, num aumento de 200% na oferta habitacional acessível, permitindo servir um total de 394 cidadãos, que vão assim encontrar resposta para a dificuldade no acesso à habitação condigna”.

As adaptações em causa são as seguintes:

  • Jardim de Infância de Barreiros, em Penha Longa, para um T3 e dois T2
  • Jardim de Infância da Corredoura, em Várzea, Aliviada e Folhada, para um T3, um T2 e um T1
  • Escola Básica da Catapeixe, em Bem Viver, para um T1 e dois T2
  • Jardim de Infância de S. Salvador, em Soalhães, para três T1 e um T3.
    A Estratégia Local de Habitação do Marco de Canaveses prevê um investimento total de quase 16 milhões de euros, com financiamento garantido a 100% ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência.