Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

Baião: Ministro da Administração Interna enalteceu Orlando Carvalho como um defensor na defesa da justiça dos direitos humanos

Os Serviços Desconcentrados do Município de Baião, em Santa Marinha do Zêzere receberam, no passado dia 2 de dezembro, as comemorações do aniversário de Orlando Carvalho. A cerimónia contou com a presença do Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, que proferiu uma conferência subordinada ao tema, “Uma cultura de segurança preventiva como fator de coesão, desenvolvimento e garantia dos direitos humanos”.

O governante, dando nota do seu gosto particular por estar em Baião, sua terra natal, teceu rasgados elogios ao homenageado, sublinhando a sua ação enquanto humanista, ativista político e resistente ao fascismo, entre outras ações na defesa da justiça e dos direitos humanos”, salienta a autarquia baionense.

Na sua conferência, o Ministro da Administração Interna (MAI) falou da “polarização das sociedades, que levam aos extremismos, quer de direita, quer de esquerda, que atentam contra os valores da Constituição”, apontando exemplos pelo mundo, em que, sobretudo a extrema-direita, tem ganho espaço. “Esta é uma realidade a que não estamos imunes”, alertou.

Face a este contexto, o Ministro da Administração apresentou a sua perspectiva referindo a necessidade de “criar uma cultura preventiva que passa por uma cidadania que possa defender-se dessas ameaças”, sendo mais humanista, “capaz de promover o que há de melhor em cada ser humano”, apontou.

O presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, lembrou o envolvimento de José Luís Carneiro, de Teixeira de Sousa e de ele próprio na criação da Sala de Estudos e Documentação do Doutor Orlando de Carvalho (SEDOC), que “tem desenvolvido um excelente trabalho na divulgação e no estudo, fazendo justiça ao legado de um dos mais ilustres baionenses”.

Paulo Pereira fez ainda referência, às semelhanças entre o Ministro da Administração e Orlando Carvalho, salientando entre outras, o o “carisma” de ambos.


Por sua vez, o presidente da Junta de Freguesia de Santa Marinha do Zêzere, Manuel Pereira, evidenciou as qualidades de Orlando de Carvalho, sublinhando o seu caráter e a luta em “defesa dos valores de Abril”.

O presidente da Sala de Estudos e Documentação do Doutor Orlando de Carvalho (SEDOC), Teixeira de Sousa, elencou traços comuns de Orlando de Carvalho e de José Luís Carneiro, “ambos com uma forte ligação a Baião, ambos humanistas e com um percurso notável. Pessoas de convicções na luta pelos seus ideais, demonstrando uma capacidade tremenda de liderança”, frisou.

Helena Carvalho, sobrinha de Orlando de Carvalho, na irreverência que sempre a caraterizou, alertou para “o esquecimento a que são votadas as mulheres”, dando como exemplo situações vividas nas guerras que assolam o mundo, em que continuam a ser, por vezes, as “principais vítimas, as mais sacrificadas”, acusou.

O Doutor Orlando de Carvalho, nascido a 1 de dezembro de 1926, em Santa Marinha do Zêzere, Baião, faleceu na sua terra natal, a 26 de março de 2000.
A participação de Helena Carvalho, nestas comemorações, no dia 2 de dezembro, acabaria por ser, lamentavelmente, a sua última aparição pública, uma vez que veio a falecer no dia seguinte“, dá nota a autarquia.