Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

Aquisição de novas instalações para a Junta de Freguesia do Marco foram aprovadas pelo Executivo Municipal

O Executivo Municipal do Marco de Canaveses aprovou, por maioria, a aquisição das instalações da antiga clínica Arrifana de Sousa, localizada na Travessa Dom Carlos, no centro da cidade. A aquisição do imóvel representa um investimento de 241.440€ por parte do Município, que o irá transformar na nova sede da Junta de Freguesia do Marco.

A Presidente da Câmara Municipal, Cristina Vieira, justifica a decisão com a importância de resolver um problema antigo da maior freguesia do concelho em termos de população:  “Há demasiados anos que a Junta de Freguesia do Marco funciona sem o mínimo de condições no Marco Fórum XXI. O espaço não dispõe sequer de casas de banho ou sala de reuniões, nem para as Assembleias de Freguesia. Temos estado articulados com o Executivo da Junta de Freguesia para resolver este problema antigo e estamos imensamente satisfeitos por finalmente darmos à população da freguesia as condições que merece”, sublinha a edil marcoense.

O Presidente da Junta de Freguesia, Celso Santana, destaca a centralidade das novas instalações como fator principal. “Desde a criação da freguesia, em 2013, sempre se entendeu que a sede deveria estar localizada no centro, mas nunca se conseguiu encontrar o espaço ideal. Quando soubemos que as instalações da antiga clínica estariam disponíveis, manifestamos desde logo o interesse, pois reconhecemos que possuem as condições ideais para trabalharmos e, sobretudo, para fazermos um atendimento mais digno e personalizado aos nossos cidadãos“, afirma o presidente da Junta de Freguesia. Celso Santana expressa ainda a gratidão ao Executivo Municipal por atender ao desejo da freguesia, concluindo que “tanto o Executivo da Junta quanto a população têm motivos para estar satisfeitos com essa conquista”.

Devido à necessidade de obras de adaptação do espaço, os Serviços Municipais estão, em articulação com o Executivo da Junta, a elaborar o projeto.
Está previsto que a empreitada seja lançada e concluída no primeiro semestre de 2024.