Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

Baião: Más condições climatéricas acentuaram anomalias do Pavilhão Multiusos e impossibilitam a utilização do recinto principal

Devido aos ventos fortes que se fizeram sentir em meados de dezembro, foram causados danos na cobertura do Pavilhão Multiusos, evidenciando e agravando as debilidades que a estrutura já apresentava. Uma situação que, neste momento, torna impossível a prática de qualquer modalidade no seu recinto principal. De recordar que, a atividade desportiva neste equipamento, ao longo dos anos, tem registado alguns episódios pontuais de suspensão, devido aos problemas de isolamento da cobertura, sendo que, com este agravamento, não se apresenta outra possibilidade que não seja a suspensão de todas as atividades até à realização da Obra de Requalificação do Edifício, que se prevê possa iniciar-se ainda no primeiro trimestre deste ano.

Por enquanto, ainda é possível manter em funcionamento a Sala de Aquecimento, onde decorrerão as aulas de Dança e de KickBoxing até ao início dos trabalhos.

O vice-presidente da Câmara, responsável pelos pelouros do Associativismo e Desporto, Juventude, e Proteção Civil, Filipe Fonseca, explicou que “a segurança estará sempre na linha da frente das nossas preocupações. A infraestrutura, que não tem vindo a ser disponibilizada para a prática de qualquer modalidade, sofreu nova deterioração no decorrer do mês de dezembro e, apesar das nossas tentativas de minimizar os estragos para tornar viável a sua utilização, até ao momento, não foi possível. No decorrer do último fim de semana, as chuvas que se fizeram sentir, contribuíram para o agravamento da situação, levando-nos a tomar a decisão de suspender as atividades até à realização da Obra de Requalificação do Pavilhão”, explicou o autarca.

“O Pavilhão Multiusos é um equipamento de grande importância para Baião, acolhendo atividades diárias, desportivas e lúdicas, além de outro tipo de eventos e encontros da nossa comunidade, e mesmo de entidades externas que nos têm solicitado a sua utilização. Por isso, pretendemos que, no mais breve prazo possível, volte a estar completamente disponível, beneficiando de todas as condições de segurança, funcionalidade e conforto para usufruto dos baionenses”, esclareceu o vice-presidente da Câmara Municipal de Baião.

Filipe Fonseca lembrou ainda tratar-se de um equipamento que, desde a sua inauguração, em 2005, revelou problemas de construção, o que obrigou à realização de sucessivas intervenções, que nunca resolveram em definitivo as deficiências que têm vindo a agravar-se.

No que diz respeito ao avanço das obras, prevê-se que nos próximos dias possa ser lançada a empreitada. A obra irá permitir requalificar o equipamento, numa intervenção de reparação e conservação ao nível da cobertura, das paredes exteriores e dos espaços interiores que se encontram degradados, estando previstos ainda melhoramentos na eficiência energética e condições térmicas e acústicas.