Procurar
Close this search box.

87.8 e 88.5


















FM

Baião vai promover a cultura e divulgar o território na Festa da Reconquista de Vigo

O Município de Baião vai participar na esta da Reconquista de Vigo, e Espanha, que este ano terá lugar entre os dias 5 e 7 de abril, com o intuito de divulgar o território, no mercado da Galiza que se assume “um dos locais privilegiados para a promoção do nosso território”, refere a autarquia baionense.

“Este é um mercado que tem particular interesse para a promoção dos nossos produtos, pela proximidade e pelas relações históricas que unem os dois territórios. Temos vindo a promover contatos em que se torna evidente a empatia e abertura no sentido de um cada vez mais profundo estreitamento de laços a vários níveis, e temos, quer de um lado quer de outro, todo o interesse nesse reforço de cooperação com benefícios para o tecido económico, mas também para outras áreas, em ambos os territórios”, sublinhou o vereador da Câmara de Baião, José Lima, responsável pelos Assuntos Económicos.

Esta ação vai decorrer ao longo do fim de semana no “Casco Velho”, com divulgação do território e da cultura, assumindo várias vertentes:
 Promoção de Produtos Locais: vinhos, mel, fumeiro, biscoito da Teixeira,
bengalas de Gestaçô;
 Promoção de Eventos, designadamente a Revolução Grisalha e o Festival do
Anho Assado com Arroz do Forno;
 Promoção da Cultura com participação dos “Arribamonte”, um projeto artístico de
Recriação de Música Histórica

A Reconquista de Vigo está classificada como de Interesse Turístico Nacional, e celebra o dia (28 de março de 1809) em que um levantamento popular conseguiu expulsar os franceses e fez com que Vigo fosse a primeira localidade da Europa a conseguir expulsar o exército de Napoleão de uma praça conquistada. A recompensa chegou um ano depois, Fernando VII outorgou a Vigo o título de cidade “fiel, leal e corajosa”.

Desde então, Vigo celebra anualmente a sua Reconquista. A zona histórica transforma-se num enorme mercado do século XIX ao ar livre, no qual em qualquer esquina se encontra franceses a lutar contra vigueses e pessoas mascaradas de soldados, pescadores e camponeses. As ruas enfeitadas ao estilo da época convidam a uma verdadeira viagem ao passado, e promovem um salutar e divertido convívio inter- geracional.